O Rack da Sala

Antes de mais nada, gostaria de dar as boas vindas a todos os novos leitores! Estamos recebendo bastante gente nova aqui no blog, muito obrigado pelas visitas. E claro, você que “já é de casa”, que está retornando, bom te ver por aqui novamente. Estou adorando conversar com vocês.

Hoje daremos continuidade ao último post, onde mostrei os ‘candidatos’ à rack da sala de estar; chegou a hora de mostrar qual foi o eleito e como ele ficou na sala.

Lembrando que as palavras-chaves eram basicamente ser clean, baixo, preferencialmente branco, e com linhas retas. E com isso em mente, chegamos ao vencedor, comprado mês passado numa dessas campanhas Liquida ETNA (vale a pena esperar– os preços são realmente mais baixos, acho que é sempre em julho e janeiro), e entregue e montado semana passada.

Ele cabia perfeitamente no espaço que seria destinado para ele na sala, se encaixava exatamente no que estava procurando, e tinha um ar bem moderno. Já tinha visto-o antes na loja, mas o preço de venda era um pouco além do que pretendia pagar. Quando entrou na Liquidação, estava no outro dia na loja!

Provavelmente o grande diferencial do rack são essas gavetas com frente em vidro reflecta, que conferem um efeito semi-espelhado à superfície. Já tinha visto esse vidro em portas de closet daqueles caríssimos chiquérrimos, mas nunca em racks. É muito bonito mesmo!

Gostaria de poder dizer que o fato de que o vidro é na mesma tonalidade do sofá foi algo super planejado, mas infelizmente não posso. Só me dei conta da feliz coincidência quando um estava de frente para o outro! 😛

Outra coisa legal é que o DVD/Blu-Ray/qualquer outro aparelho fica na prateleira do lado de dentro do gavetão, não ficando à mostra. E a gente pode controlar sem precisar abrir a gaveta. Há bastante espaço no gavetão também.

Por fim, uma foto dele na sala.

É gente, quem procura acha. Olhando assim, até parece que o rack, e até o sofá, foram feitos sob medida para o espaço. Quem dera! 😉

Outro detalhe, optamos por não colocar nada no “centro” da sala por motivos óbvios. Ou talvez… nem tão óbvios assim, pois já vi muitas salas como esta onde há mesa de centro, forçando todos à passarem de ladinho para a varanda. Não acho muito legal, dá impressão de que o lugar é ainda menor! Vamos lembrar que nesses casos, menos sempre é mais!

Por hoje é só pessoal! Abraços!!!

Thiago

Se você gostou desse post, recomendo ler também:

Objetos de desejo: Rack para Sala

E aí foliões, como estão de carnaval? Espero que estejam aproveitando/relaxando bastante!

Ainda essa semana eu devo ter um tempinho de passar no apartamento para tirar umas fotos, e postar aqui como ficou o rack da sala. Mas, como sempre faço aqui no blog, eu gosto de, antes de postar o resultado final, compartilhar algumas das opções que curti nas minhas pesquisas. Foi assim com o piso, com o papel de parede, com a mesa de jantar, com a mesa da varanda. Afinal, uma das opções que descartei pode ser exatamente aquilo que você procurava para sua casa!

Bem, para o rack da sala, eu queria algo bem clean, e com linhas retas. A sala não é grande, então não pede necessariamente por algo com painel ou com muita informação. A decisão pela cor branca foi fácil, uma vez que a parede era cinza (faria um belo contraste) e outros objetos na sala de jantar (a mesa, cadeira, banquetas) são brancas também, trazendo sintonia e integrando os ambientes.

Nessas linhas, algumas das opções que mais gostei foram:

Na Tok & Stok:

Os preços desses racks na loja variam entre R$785 e R$1400, com entrega e montagem. Particularmente o que mais gostei destes foi o último.

Na Toque a Campainha, o único que considerei foi esse próximo, com o preço bem razoável de R$590, com entrega e montagem inclusas para o estado do Rio.

E por fim, na Etna, gostei muito de outros 3 racks.

Esse primeiro rack, com espaço para um pufe, é bem interessante!

Já esse segundo, até tem, na loja física, com as caixas brancas também, mas eu gostei tanto dessa combinação de madeira clara com branco que quase comprei esse no final das contas! A tonalidade da madeira combinaria perfeitamente com o tom do piso laminado. Essa era a minha primeira opção, desde que vi o rack nesse ambiente decorado na loja:

Detalhe: o piso do ambiente é o mesmo piso do meu ap, então já ficava imaginando direitinho como ficaria!

Maaas, como a vida é feita de coisas espontâneas, no dia que fui finalmente comprar o rack, estava tendo uma super liquidação, e os racks estavam todos com descontos (inclusive esse, aí de cima, que de 899,00 estava por 699,90). Mas vi um outro, lindíssimo, que já tinha namorado antes mas achava um pouco caro, por…. 699,90! Aí não pensei duas vezes!

Mas esse, vou deixar vocês um pouquinho curiosos, para mostrar só no próximo post, com ele já na minha sala, ok?! 😉

Até breve, bom carnaval!

Thiago.

Não se esqueça de conferir o rack escolhido aqui:

Pastilhas de Vidro, parte 3: Pastilhas espelhadas no banheiro!!!

É bom demais ver algo que antes só pertencia à sua imaginação se concretizando bem na sua frente. Foi mais ou menos essa sensação que tive ao ver as famosas pastilhas de espelho sendo colocadas em uma parede inteira no box do banheiro.

Sempre soube que queria pastilhas no banheiro, mas a escolha de qual modelo e de como usá-las foram difíceis. Inúmeras opções, inúmeras possibilidades. Em primeiro lugar, nunca tinha visto pessoalmente pastilhas de espelho aplicadas. Achava que a ideia era interessante, e as fotos dos ambientes que via pareciam bem bonitas, mas um tanto quanto… photoshopadas, sabe?

Ainda assim, acabamos decidindo por elas por um simples, mas importante motivo: O banheiro é pequeno, e as pastilhas espelhadas funcionariam não só para melhorar a estética dele, como também para dar uma sensação de amplitude que outros modelos de pastilhas não dariam.

Como vocês podem ver, acho que ela cumpriu seu papel! E podem perceber que, uma vez que foi decidido o propósito da pastilha, o “como usá-la” também ficou mais fácil. Se a ideia era amplitude, isso não seria obtido tão facilmente com uma mera faixa horizontal, como as pastilhas também são bastante usadas. Resolvemos preencher uma parede inteira, a do fundo do box, de forma a dar a sensação de que o ambiente estaria duplicando de tamanho. Claro, é uma ligeira impressão, mas uma linda impressão!

Nessa próxima foto dá pra ver bem do que estou falando.

Assim, de longe, dá esse efeito interessante. Vocês não fazem ideia do quanto ela brilha. Brilha muito! O banheiro está sem luz, mas parece que ficou mais iluminado com elas. Agora, se chegarmos bem perto das pastilhas, aí elas mostram-se realmente como um grande espelho, como vemos na próxima foto.

Achei um show! Agora está faltando colocar as pastilhas de INOX na cozinha! Mas para isso, preciso que a maldita NEW Móveis me entregue meus móveis primeiro (deram 35 dias úteis, já passaram mais de 80 dias úteis e nada! Esperem em breve por um relato completo da história… Basta dizer por enquanto que o caso já está encaminhado judicialmente).

Até breve pessoal!

Thiago

Se você gostou desse post, recomendo ler minha avaliação posterior das pastilhas de espelho:

 

E não se esqueça de visitar também:

Mesa para Varanda, parte 2: Mesa Alta Bistrô

Hoje venho mostrar pra vocês como ficou o conjunto de mesa bistrô + banquetas da varanda.

Compartilhei aqui no primeiro post sobre o assunto algumas ideias que tinha achado legais, considerando o pouco espaço que tenho disponível. Mas, no fim das contas, eu tinha uma imagem bem clara do que queria: uma mesinha alta de ferro, com mosaico no tampo, e duas banquetinhas altas também.

Como inspiração principal, tomei essa mesa que vi por aí nos Google Images da vida e fiquei apaixonado:

Foi então que eu encontrei, através do Mercado Livre (buscando a palavra-chave “bistrô”), os anúncios de um vendedor que faz justamente esse tipo de mesa sob medida. Neles, vi mesas mais baixas e com tampos maiores, mesas mais altas com tampos menores… Vi também vários tipos de banquetas e mosaicos. Após efetuar a compra, enviei essa mesma foto aí em cima para ele, e pedi para tentar ficar o mais próximo possível do mosaico original.

Eis o resultado:

A mesa ficou muito parecida, né?! Achei maravilhosa. Agora, claro que eu não teria espaço para ter cadeiras tão espaçosas (e lindas!) como aquelas da foto original, então as banquetas tiveram que seguir o padrão da mesa. Vejam como ficaram…

Muito lindas, não? Fiquei bastante satisfeito. Essas mesas são pequenas obras de arte! Recomendo muito à vocês, podem visitar o site deles, o Mesas Pingo D’Água, para visualizar muitas outras lindíssimas. E eles entregam para todo o Brasil.

That’s all, folks! Até a próxima!

Thiago.

Se você gostou desse post, leia também:

Sofá Retrátil com Chaise

Andei tanto por aí atrás de sofá, que quando sentava neles para testá-los, eu nem queria levantar de tão cansado. Não demorou muito para perceber que os sofás mais confortáveis estavam nas lojas de shopping de móveis: aqui no Rio, recomendo visitar o Rio Design, o Norte Design e o Carioca Design, que tem preços mais em conta que em lugares como Rio Decor ou Casa Shopping, por exemplo. Mesma qualidade, produto mais barato. Tô dentro.

O sofá que escolhi estava numa promoção fantástica na loja Rigaan Design, era a única peça disponível e estava em exposição na loja. A ideia de ter um sofá de mostruário não era a mais legal para mim, mas depois de cuidadosa inspeção, vi que a peça estava perfeita. Me convenci!

Vamos a fotos e comentários, então.

Aí está ele! Podem notar que ocupa praticamente o espaço da parede inteiro. Era a intenção. Dizem que ele é um “dois lugares”, mas cabem 4 pessoas fácil fácil ali. E gente, é MUITO confortável. Essas almofadas que ele tem são um espetáculo.

E quando a chaise está aberta assim então, é daquele tipo “não levanto mais daqui, socorro!”. A loja ainda deu esses brindes legais…

Acho bem bonitos esses porta-copos para colocar no braço do sofá.

Como nada é perfeito, houve um probleminha. O sofá precisou ser carregado escada acima (meu apê é lááá no alto), pois não coube no elevador. E depois que entregaram, notei que tinham alguns pequenos furinhos no estofado. Aaaah rapaz, que raiva!!! Liguei imediatamente para a Rigaan, e expliquei que mesmo sendo de mostruário, teriam que dar um jeito, porque, afinal, o sofá não estava assim quando o comprei.  Vamos ver como vai ficar… eu digo depois por aqui. Pena, porque podia ser mais uma coisa resolvida, que agora ainda estará em pendência.

(nota posterior: A Rigaan se prontificou a ‘consertar’ o problema, o sofá ficou ok!)

Até a próxima, pessoal!

Thiago

Se você gostou desse post, recomendo também: