Pastilhas de Vidro, parte 4: Pastilhas Inox na Cozinha

Oi, pessoal! Em primeiro lugar, queria muito agradecer as palavras carinhosas que recebi pelo post de aniversário do blog. Vocês são querid@s demais 🙂

Hora de retomar as novidades!

Do último post da série sobre as Pastilhas de Vidro (onde falei sobre as espelhadas no banheiro) até esse que você está lendo agora, se passaram mais de 7 meses, apesar do fato de eu ter comprado todas juntas ano passado. O que acontece é que, para eu poder colocar as pastilhas na cozinha, primeiro era preciso ter os móveis no lugar, certo? E como isso demorou muito mais do que eu poderia imaginar, só agora eu pude finalmente mandar colocar o acabamento (Mais um atraso de vida patrocinado pela New Móveis Modulados).

Bem, como já faz bastante tempo que falei sobre isso, o modelo das pastilhas que escolhi para a cozinha é o Prata Brilhante (estilo inox polido) da Pastilhart. Já tinha visto muitas fotos de cozinhas com pastilhas, mas achei que o efeito prateado das Inox era bastante impactante. Se vocês quiserem ver algumas fotos das cozinhas que me inspiraram, podem dar uma olhada aqui.

E vamos logo para as fotos, estava doido para mostrar pra vocês!

Achei o efeito muuuuuito bom!!! A cozinha ganhou um ar completamente diferente com essas pastilhas. O legal é que elas tem quase que um efeito “espelhado” (bem diferente das pastilhas de espelho, mas ainda assim, dão certa profundidade ao ambiente!), que nem estava prevendo.

Fiquei bastante satisfeito com esse Prata Brilhante, mas a Pastilhart também trabalha com a pastilha Prata Fosca, para aqueles que não desejam obter esse efeito no ambiente.

Para o rejunte, é bom lembrar que é essencial usar argamassa específica para pastilhas! A que eu usei na cozinha foi a Pastifix Gelo, que assenta e rejunta ao mesmo tempo.

Para finalizar, uma foto mais perto das pastilhas, sem flash:

Então, gostaram? Tô felicíssimo com minha cozinha! 🙂

Abraços,

Thiago S.

Se você gostou desse post, recomendo ler também minha avaliação posterior das pastilhas Inox:

E também vai gostar de:

Primeiro Aniversário do Blog: Uma Retrospectiva

“Eu preciso escrever esse blog. Nunca escrevi um antes. Mas agora, eu sinto que preciso falar sobre os muitos capítulos dessa longa saga que teve início lá em outubro de 2009. Falar pra quem está passando pela mesma situação, falar pra quem está considerando se vale a pena passar por esta situação… Só nós sabemos como é dura essa jornada!”

Há um ano, era assim que eu dava início ao blog. Eu realmente precisava escrever, como uma forma de desabafar, de botar pra fora tudo que eu estava sentindo em relação ao longo atraso da entrega das chaves do apartamento pela MDL Realty.

O que eu não fazia ideia era de que, um ano depois, esse “diário” seria acessado por milhares de pessoas todos os dias no Brasil é até fora dele, e que eu teria trocado ótimas experiências com um monte de gente que passou, está passando ou irá passar pela mesma situação (para os dois últimos grupos de pessoas– força!!).

Também não sabia que esse blog se tornaria, para mim, um poderoso veículo para falar sobre as empresas com as quais lidei; seja para elogiar e recomendar, ou, talvez principalmente, para alertar sobre experiências negativas. É maravilhoso saber que a nossa experiência não foi em vão, e toda vez que alguém me manda uma mensagem me dizendo que privilegiaram outras empresas em detrimento das que mencionei (oi New Móveis, tudo bem MDL Realty? estou falando principalmente de vocês), sinto que meu dever está sendo cumprido.

Fora essas coisas chatas, também há as coisas boas, claro. Que são muitas, e incríveis. Não tinha ideia do quanto iria me divertir decorando meu apartamento, deixando-o do jeito que sempre sonhei. E compartilhando aqui, claro. Não é nada fácil (afinal, estou eu aqui um ano depois… e ainda não acabou rs); e que há sempre dor de cabeça (gente que marca um dia e não aparece, ou simplesmente somem, profissionais que não deveriam ter o privilégio de serem chamados de “profissionais”…) é fato; mas, ainda assim, ver as coisas indo pro lugar é maravilhoso.

Ainda mais quando se tem o apoio de uma querida comunidade blogueira, composta por leitores e outros colegas de blogs, que entram no blog como se fossem aquele tipo raro de visita que você nem quer que vá embora, que te põe pra cima, te dá uma força. Gente que te pergunta se você já considerou decoração como uma profissão (hahahaha). Para um professor de inglês que nunca tinha decorado nem seu próprio quarto direito, não dá pra não ficar minimamente lisonjeado, né? 😉

Só sei que esse mundo das blogueiras e blogueiros que, em suas ‘sagas’ particulares, abrem seus lares com a maior boa vontade e compartilham suas ideias sempre elucidantes, é um espaço maravilhoso, acolhedor, onde me sinto muito bem. Queria ter todos como vizinhos, queria pedir café na porta de vocês e admirar o quadro que você escolheu com tanto cuidado para dar as boas-vindas às visitas.

E como esse post é também uma retrospectiva, preparei aqui uma breve lista com 5 posts que representam 5 momentos muito importantes pra mim nesse primeiro ano de blog/apartamento. Foi mais difícil do que imaginava escolher…. mas vamos a eles!

01.

Chaves na Mão!!!

Não tinha como escolher outro para encabeçar a lista, né? A entrega das chaves, especialmente do primeiro lar, é sempre algo marcante, então poder escrever esse post finalmente foi maravilhoso. Infelizmente, as memórias dessa época não são lá tão boas, graças à péssima sensação de passividade diante da MDL Realty e da Sinco Engenharia, que, constantemente, atrasavam na entrega da obra, resultando num atraso total de um ano.

O pior é que a má-intencionada da MDL ainda teve a coragem de alegar, em juízo, que o atraso foi de “12 dias”. Alegaram que tiveram motivos para fazer uso dos 6 meses que, teoricamente, as construtoras teriam para atrasar (mas NUNCA apresentaram para os clientes qualquer desculpa plausível), e, apesar de sempre ter sido informado (inclusive por carta) que o prazo era dezembro/2010 (sempre foi), no contrato, eles, de má fé, não colocaram data de entrega exata, parafraseando algo como “entrega 2 anos após a incorporação do memorial descritivo”. Coisas que não prestamos a atenção na hora. O tal memorial era de maio/2009, + 2 anos = maio/2011. Adicione os 6 meses e você tem novembro/2011. As entregas foram em dezembro/2011. E o pior é ver que a justiça aceita esse tipo de lambada, esse tipo de coisa que fica claro que é má fé.

Enfim, fica a dica: Não confiem na MDL REALTYE prestem muita atenção nos contratos, especialmente no que toca a data de entrega!

Quanto à construtora, a Sinco Engenharia, basta dizer que eu simplesmente não consegui manter nenhum dos revestimentos usados originais que vieram com o apartamento, dada a “qualidade” dos mesmos; e que coisas básicas como o caimento nos banheiros e cozinha são péssimos. Obras corridas, sem o devido capricho.

Enfim, depois que recebi as chaves, coube a mim ditar as regras do meu espacinho, e aí sim a coisa começou a ficar legal.

Posts relacionados: A saga do apartamento, Atraso nas Chaves

* * *

02.

Finalmente os Móveis Planejados da Cozinha!!! – Italínea

“Finalmente” é com certeza a palavra certa para descrever essa experiência bem recente. Os móveis da cozinha foram a primeira coisa que comprei para o apartamento, antes mesmo de receber as chaves dele, há mais de um ano atrás, como relatei em Projeto da Cozinha. E, se dependesse da loja New Móveis e sua fábrica, a Unicasa, eu ainda estaria sem eles.

Após a loja onde comprei fechar (o dono pegou o dinheiro dos clientes e fugiu, segundo fui informado pela própria New), e eu constatar que a fábrica não queria me ajudar (me enrolaram por meses a fio, como relatei aqui), levei o caso  para a justiça e comprei os móveis novamente, em outra loja, a Bon Bini, da fábrica Italínea. No final do prazo, os móveis foram entregues e montados sem maiores preocupações. Queria eu ter comprado na Bon Bini antes!

Ah se alguém tivesse escrito um “A novela dos móveis planejados” antes de mim, teria me poupado de tanta dor de cabeça! Mas enfim, agora os móveis estão lá na cozinha, lindos e funcionais.

Posts relacionados: Projeto da CozinhaA novela dos móveis planejados (ou também: “Fujam da NEW!”)A novela dos móveis planejados continua (Mais problemas com a New Móveis)A novela dos móveis planejados, parte 3: Descaso da New/UnicasaNovo Projeto da Cozinha: Italínea.

* * *

03.

A saga do piso, parte 5: Laminado finalmente instalado!!!

O piso… definitivamente um dos posts que mais gostei de escrever (notem que essa é a parte 5 da série sobre pisos laminados). O piso vem de uma paixão antiga, de uma fascinação por pisos de tábua corrida. Sempre gostei, desde criança. Quando comprei o apartamento, tinha uma certeza absoluta: queria um piso assim, e estava disposto a desembolsar um pouco mais para ficar do jeito que sempre quis.

A linha de pisos laminados Studio da Durafloor, com seus vincos nas laterais das réguas, é muito linda: amplia o ambiente, dá aquele ar acolhedor e é muito elegante. E dá exatamente o efeito que eu estava buscando, com as tábuas corridas. Até hoje eu me pego admirando o piso, acreditam?

Posts relacionados: A saga do piso, parte 1A saga do piso, parte 2A saga do piso, parte 3: Chaves sim, obras não…A saga do piso, parte 4: ano novo, casa nova… problemas novos.

* * *

04.

Sala de jantar tomando forma: Mesa e Papel de Parede!!!

A escolha do papel de parede e da mesa de jantar para o apê foram muito importantes, porque foram eles que basicamente ditaram as outras escolhas que fiz para a sala de jantar e estar. Você tem ali representada toda a paleta predominante no apê, branco, cinza, bege, marrom acinzentado. Sofá, rack, espelho, iluminação, tudo foi pensado para potencializar a beleza e estar em sincronia com esse espacinho ali.

Foi quando eles chegaram que eu também suspirei e disse, “é, as coisas estão MESMO acontecendo!”,  e por isso o post é digno de figurar na listinha.

Posts relacionados: Objetos de desejo: Mesa de jantarEscolhendo o Papel de Parede

* * *

05.

Organizando o Open House

Parte 1: Quem/Como/Quando convidar + O Que servir

Parte 2: Como recepcionar os convidados e Decoração

Para quem está com um apartamento novo, uma das maiores alegrias é aquele momento em que você finalmente pode chamar os seus amigos para conhecer seu lar.

Por essa razão, pra fechar o “Top 5” escolhi as duas partes do post “Organizando o Open House”, onde falei sobre todos os aspectos da “estreia social” do meu apê, desde planejamento e cardápio até decoração. Foi muito bom receber meus amigos em casa! E parece que até inspirei alguns deles a retomarem suas reformas!

* * *

Bem, é isso. Com um ano de idade, o blog está atingindo a maturidade, e, ainda que muitos posts-chave já tenham sido escritos, ainda tenho vários outros que estou bem ansioso para começar a escrever e compartilhar com vocês… começando com o que devo postar já na semana que vem, o das Pastilhas INOX na Cozinha, finalmente! Comprei as pastilhas há quase um ano, mas só agora, que os móveis foram instalados, que pude chamar alguém para colocar.

Enfim, fiquem ligados… ainda tenho muita história pra contar 😉

Grande abraço,

Thiago S.

Planejados do Quarto: Cabeceira da Cama Box e Escrivaninha

Confesso: O projeto que tinha em mente para meu quarto era ligeiramente… inusitado. Quando dizia que queria no meu quarto (que tem enxutos 9,5 m2) uma cama casal box, uma escrivaninha para funcionar como estação de trabalho, um roupeiro com um tamanho satisfatório e ainda uma estante grande para livros e filmes, ouvi mais de uma vez que não era possível.

Hmmm. Será?

Fiquei quebrando a cabeça com a planta baixa do quarto, colocando os móveis nas mais diversas posições. A planta era essa aqui:

A organização desses quartos parece quase inflexível, à primeira vista; “não tem muito para onde correr”. Duas camas, uma de cada lado da janela, e um pequeno armário do lado da porta. Para mim, sem condições.

Então depois de muito pensar, consegui chegar numa disposição que atenderia minhas necessidades. Vou explicar, mas antes visualizem comigo:

Quando digo que o projeto era ‘inusitado’, me refiro principalmente à posição da cama: primeiro porque ela está no “meio” do quarto, segundo porque a parte encostada na parede não é a superior (como acontece tradicionalmente), e sim a lateral. Mas foi essa disposição-chave que permitiu que todas as minhas outras necessidades fossem atendidas: A pequena escrivaninha, ao lado da cama; o roupeiro (que teria que ser com portas de correr, obviamente), e a estante para os livros.

Notem que, mesmo assim, há um espaço suficiente para circulação livre. Não é grande, vou admitir; mas é definitivamente o suficiente.

É importante também dizer que quando se abre a porta do quarto, não há nada obstruindo a visão, de forma que o espaço não pareça menor do que é. Essa é a visão da porta:

E vamos lembrar também da importância do Espelho no Roupeiro para ampliar a sensação de  espaço!

Mas agora, vamos focar na Cabeceira e a Cama Box, que mandei fazer planejadas, na mesma loja que fiz a cozinha, a Bon Bini. O prazo de entrega e condições de pagamento são interessantes, e fui muito bem atendido na loja. Só faço algumas ressalvas em relação à montagem; os montadores não apareceram na hora marcada (e num dos dias, mesmo estando marcado para a parte da manhã, o montador apareceu às 4 da tarde sem saber direito o que tinha que fazer). É complicado… e ainda ficaram algumas pendências. Mas vamos lá…

A cabeceira, em especial, exerce função muito importante no projeto. Considerando que a cama está numa posição pouco comum, cabe a cabeceira a função de dizer “ei, a cama está exatamente onde era para estar, isso aqui foi planejado para ser assim”. E aproveitei para alongar uma das réguas da cabeceira, levando-a até a escrivaninha e integrando os dois espaços.

Imaginava que o contraste do azul da parede com o branco das réguas ficaria visualmente atraente, e gostei bastante do resultado.

Agora no detalhe, a escrivaninha.

Tê-la feito planejada foi necessário não só pelo fato de que queria aproveitar cada centímetro possível, mas também porque é difícil encontrar uma escrivaninha nesse formato, sem gavetas ou outros detalhes. Queria mesmo só um cantinho para ler, ou para colocar meu computador; e, para isso, a pequena escrivaninha dá pro gasto. Talvez no futuro eu acrescente uma prateleira ou duas um pouco acima dela.

Do projeto do quarto, só ficou mesmo faltando a estante para livros e DVDs. Ela, acreditem, fazia parte dos ítens que já tinha comprado e pago à vista na New Móveis… AAAAfff….. Enfim… agora preciso esperar um pouco, terminar de pagar e$$e$ planejado$, para poder fazer o que ficou faltando.

Por hoje é só, queridos e queridas. Finalmente meu cantinho de dormir entrando no lugar.

Abraços!

Thiago S.

Se você gostou desse post, também vai gostar de: