Adega vertical

Pouco espaço, muitas necessidades. Grande dilema que faz parte da realidade de muitos de nós. Gosto de pensar assim: a falta de espaço força você a ser… criativo.

Eu queria muito ter uma adega. Primeiro porque, óbvio, sempre tenho uma quantidade razoável de garrafas de vinho em casa e seria legal ter um lugar específico para elas. Segundo porque… elas são lindas, não são?! 🙂

Quando pensamos em adegas, pensamos basicamente em dois tipos: aquelas tradicionais de carvalho e/ou madeira, em forma de barril; e as climatizadas, mais modernas e sofisticadas:

adegas

As primeiras tem seu charme: remetem ao armazenamento antigo de vinhos em grandes barris de carvalho para seu amadurecimento, e dão um ar bem rústico ao ambiente. Entretanto, essa opção simplesmente não combinaria numa sala com traços mais contemporâneos como a minha, por exemplo (e realmente não há outro lugar onde ela pudesse ficar). As últimas, posso dizer que seriam ‘ideais’ para o armazenamento de garrafas de vinho mais caras, especialmente aquelas que vão ficar armazenadas por um tempo maior: alguns meses, talvez até anos. Vinhos de colecionadores, vinhos que evoluirão com o tempo. Como faço uso do vinho de forma mais ‘despretensiosa’, no dia-a-dia, e para socializar com amigos em jantares informais, não vejo grande necessidade da adega climatizada (pelo menos ainda… quem sabe no futuro? quando tiver um apartamento maior? quando estiver comprando garrafas de 200 reais? rs). Outro fator a ser considerado, contra essa opção, é o consumo de energia (é preciso pesquisar bem qual modelo comprar, e qual seria o impacto dele na sua conta de luz).

Bem, tanto uma quanto a outra opção não me satisfazem plenamente e, mesmo que fosse o caso, eu simplesmente não *teria* onde colocar essas adegas. Em cima do rack? Ficaria estranho. Por onde olhava, ficaria estranho, estranho, estranho.

Então…. o que fazer?

Aí, vendo um daqueles programas americanos de renovação de espaços, vi uma ideia interessante: as garrafas eram dispostas em módulos em uma parede, fazendo parte da decoração. Depois, fui procurar na internet os tais módulos e encontrei:

adega modular parede

Aí você vai colocando quantos forem necessários, dá pra fazer uma parede inteira disso e fica bem legal esteticamente. Em minhas pesquisas, vi também muitos outros modelos de adegas verticais, até que encontrei uma bem simples, mas que dava um efeito muito legal. Vamos ver?

IMG_88741

 

Adorei! Notem que a adega é super clean, não pesa no ambiente; o destaque acaba ficando para as garrafas em si, que viram parte da decoração. E o legal, também, é que aqui ficou super bem casado com os adesivos da cozinha, integrando a sala e a cozinha tematicamente.

E o melhor, sabe onde a adega está? Atrás da porta de entrada, num espacinho que, antes, era completamente morto!

IMG_88751

E, agora, a impressão que fica era que aquele espaço estava esperando por essa adega esse tempo todo (e é essa justamente a intenção por trás de todo problema que eu encontrei aqui no apê até hoje… fazer parecer que era intencional, desde sempre!). Até pensei em colocar duas, uma em cima da outra, mas achei que seria exagerado, pois eu não sou ‘colecionador’ de vinhos, eu compro para beber mesmo, como já disse, no dia a dia. Um tá bom! A adega no detalhe:

IMG_8871

 

Taí, uma solução tão simples, que fez uma grande diferença aqui!

E ah — pra quem estiver interessado, eu comprei a adega através do Mercado Livre; é só procurar por “adega vertical” que vocês vão encontrar essa e outras opções de adegas de parede.

Por hoje é só, pessoal! Gostaram?

Abraços,

Thiago.

 

Se você gostou desse post, também vai gostar de:

Anúncios

33 comentários em “Adega vertical

  1. Perfeito, ficou muito bom mesmo, eu tenho uma adega climatizadora como a foto mas esta é parede achei show de bola. Uma pergunta, este papel de parede foi muito caro o rolo? Lindo ele

    • Fala, Thiago, td bem? Se eu não me engano, o rolo foi algo em torno de 380, quando comprei. Ele é vinílico, de uma coleção italiana. Falo mais dele aqui. Mostro tb outros que me chamaram atenção quando fui comprar aqui. Abs!

  2. Oi Thiago! Amei a ideia da adega, nunca tinha visto algo assim!
    Já li sei blog do início ao fim, você realmente tem um jeito para decorar que é incrível! Me inspira muito para meu ap que em breve começarei a decorar.

    Abraços,
    Indira

  3. Oi Thiago!
    Mais do que suas escolhas, gostei da sua consciência de comprar conforme a sua necessidade e não conforme o consumismo de ter algo por status. Parabéns!
    E estou atrás de alternativas de adegas para cobrir uma viga que tem na minha área de churrasqueira. Vi nesses programas de reforma dos EUA uma adega que é uma prateleira c um furo p encaixar a garrafa pela boca, o efeito é a garrafa ficar de ponta cabeça a 45 graus, muito legal. E esta adega vertical com certeza vai entrar na minha lista de opções. Nesta foto q vc postou com varias cores eu gostei desta cor de madeira, mas o espaço que tenho teria que coloca-lla na horizontal em vez de vertical como está na sua sala, vc acha q dá?
    Ficou lindo, parece q a adega foi planejada ali.
    Se quiser ver como vai ser a minha area de churrasco tenho um blog q anotei nos meus dados do comentário, veja a tag churrasqueira.
    Abs.
    LIA

    • Oi Lia, tudo bem? Obrigado pela mensagem.
      Eu acho que tb vi esse programa, passou essa semana, um de reforma de cozinhas? Falava exatamente sobre uma adega como a que você descreveu. Muito legal.
      Acho que esse tipo daria um visual muito interessante para sua churrasqueira, especialmente com a iluminação certa. Mas tb gostei da foto do projeto original, a tradicional! Acho que ambas opções iriam fazer sucesso. Boa sorte!!!

  4. Sennnnnsacional!!! Simples, bonito e funcional! Amei!
    Eu só não coloco aqui porque não ia dar tempo de colocar tantos…rsrsrs…
    Parabéns! Adoro seu blog!

  5. Olá, Thiago!
    Adorei a solução encontrada, funcional e decorativo, tem coisa melhor?! rs
    Há alguns meses também sentimos falta de uma adega e acabamos comprando um suporte de aço cromado. Deixamos no único espaço que havia, sobre a geladeira, mas achei que ficou meio perdido, não ficou legal…
    Pois é, seu achado já está anotado aqui! Obrigada por compartilhar! 🙂
    Parabéns pelo lindo apê e pelo blog!
    Beijos

  6. Pingback: Quando cada espacinho importa: Sapateira Vertical com Espelho | a saga do apartamento

  7. Pingback: Jardim Vertical: Floreira para Varanda | a saga do apartamento

  8. Caros, sem desmerecer a matéria do blog, mas quando fui numa vinícula fui informado que uns dos melhores locais para guardar o vinho é no armário em baixo da pia, com ele deitado para que a rolha fique sempre encharcada e impeça a entrada de oxigênio que estraga o vinho. Outro fator importante que tem no armário abaixo da pia é que ele deve ficar armazenado longe da luz solar e este tipo de armazenagem na parede o vinho pega muita luz, não sendo apropriado, talvez para outra bebida.

    • Oi Henrique, imagina! Obg pelo comentário, vale a anotação. Como vc pode olhar na foto, a leve inclinação das garrafas na adega justamente faz a rolha ficar do jeito citado. Quanto ao armazenamento, é verdade que as garrafas devem ser mantidas longe da incidência da luz, e, também, num ambiente com pouca variação de temperatura de preferência. São coisas a se pensar na hora de escolher o local da adega, com certeza; eu escolhi aquela parede justamente pensando na pouca incidência de luz direta (mesmo ainda não sendo o ideal) e, também, pelo valor estético.
      Mas vale lembrar também que todo esse cuidado especial deve ser principalmente para garrafas mais caras, cujos vinhos serão beneficiados pela ação do tempo; se a pessoa faz uso do vinho realmente diariamente como eu faço, e está sempre renovando seu estoque, tais fatores adversos terão pouca ou imperceptível influência sobre os vinhos.
      Obg pela msg! Abs

  9. Oi Thiago,

    adorei o seu blog!! ele está me ajudando muita na minha saga.

    Amei a adega, mas não encontrei igual no mercado livre. Voce teria o link ou nome do vendedor?

    grata

    Flavia

  10. Pingback: Dando cara nova ao lar, sem gastar muito! | a saga do apartamento

  11. Olá Thiago
    Encontrei seu blog ontem e acho que já vi quase todos os posts rs
    Bacana sua jornada. Quanto aos vinhos, achei a adega vertical prática. Mas, permita-me, apenas, um comentário quanto aos vinhos brancos e rosé. Deixe-os na parte de baixo da geladeira, lá no finalzinho mesmo. Os brancos e os rosés são vinhos que devemos consumir logo, então já deixa na geladeira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s