Reforma do Banheiro, parte 3: Novo armário planejado do banheiro

Fechando o ciclo de reformas do banheiro – que ora penderam para a parte estética, ora para a parte funcional – trago hoje um post que mescla um pouco das duas coisas: a preocupação em manter tudo o mais funcional possível, aproveitando cada centímetro, com a vontade de deixar o ambiente o mais harmônico e agradável possível.

Na nova configuração do banheiro, saiu a bancada de granito cinza (original do apartamento) e entrou uma bancada de mármore bege; saíram também as pastilhas de espelho do box (que davam um trabalhão para limpar!) e entraram grandes placas de porcelanato polido, também bege, remetendo à cor bancada. Ou seja: o bege tornou-se importante ali, e não por acaso; é uma cor que não pesa e não cansa por ser bastante neutra, e como o ambiente é pequeno, eu queria realmente que ficasse mais leve do que estava antes.

Justamente pelas mesmas razões, o branco é o complemento do bege no banheiro: ele está presente na cerâmica original das paredes (o único revestimento do apartamento que não vi necessidade de trocar até hoje) e também no grande armário superior com espelhos que mandei fazer.

Nesse sentido, sabia que precisava trocar o armário original que ficava embaixo da pia, pois houve um vazamento sério e ele acabou inchando, sendo que uma das portas mal fechava direito. Ele tinha a caixa em madeira escura e as portas revestidas em laminado de madeira bem clarinha, puxada para o cinza:

armário planejado banheiro gabinete

Então, quando precisei mandar fazer outro armário, queria que o mesmo se encaixasse melhor dentro dessa nova padronagem de cores do banheiro, deixando-o mais clean. Para isso, saíram as cores do armário – agora ele seria todo branco – e acabei também com as gavetas do lado direito (colocando apenas um gavetão na parte inferior), deixando-o mais leve e pesando menos no ambiente.

Assim (clique para detalhes):

armario-planejado-branco-banheiro

Para um armário tão pequeno, até que o impacto e a diferença são grandes, né?! O madeirado do gabinete anterior aquecia o ambiente, porém, pesava mais. Agora notem que todas as escolhas foram pensadas de forma a deixá-lo mais clean:  os puxadores, por exemplo, são embutidos na própria porta, ao contrário do modelo anterior; e enquanto no anterior havia 2 portas e 4 gavetas, nesse há 2 portas e apenas um gavetão inferior.  Menos informação, mesma quantidade de espaço.

O gavetão, por sinal, é bem útil e espaçoso:

gaveta-telescopica-rolo-papel-higienico

Cabem ali 12 rolos de papel higiênico, fora um espaço que sobra para serem armazenados quaisquer itens necessários, como pastas de dente ou pentes de cabelo, por exemplo (As escovas ficam no armário superior; como disse antes, o novo armário foi também pensado para combinar mais com o superior do que com o armário antigo, como podem observar:)

armario planejado banheiro

E já que estamos falando em combinações, aproveito para mostrar a combinação da bancada de mármore com o porcelanato polido no box que mencionei antes, lado a lado:
combinando-revestimentos-no-banheiro

Mais detalhes sobre eles, vocês podem encontrar aqui e aqui.

Por fim, a parte interna do armário:

armario-interno

Há bastante espaço para produtos de limpeza ou qualquer coisa do tipo; notem também que para maximizar o espaço, coloquei ainda um gaveteiro dentro do armário que organiza melhor todas aquelas coisinhas pequenas que a gente usa no dia a dia.

Bem, é isso pessoal! Gostaram? Olha, reformar é bom, mas caaaansa! Agora vou só curtir o apezinho um pouco! Enquanto isso, vocês podem relembrar as reformas que comecei ano passado, aqui:

… e também não deixem de seguir o blog no Instagram, toda semana tem novidade por lá!

Abraços e até a próxima!

Thiago S.

Anúncios

Cortina de Plantas Dividindo Sala e Cozinha

Hoje venho, com esse post curtinho, mostrar pra vocês a cortina verde que coloquei na bancada americana, feita com trepadeiras e samambaias, e que deu uma vida nova pro ambiente da sala e cozinha.

Trazer plantas naturais para dentro de casa é algo que tenho feito aos poucos e cada vez mais; quem acompanha o blog deve se lembrar que já falei sobre isso anteriormente. Antes predominantemente presentes em varandas e áreas externas, as plantas naturais têm obtido cada vez mais espaço na decoração de interiores também; essa é uma tendência que venho demonstrando no Instagram do blog há algum tempo já:

iluminação é tudo! nesse caso, as arandelas fazem toda a diferença e destacam a textura diferenciada da parede.

A post shared by a saga do apartamento (@asagadoapartamento) on

foi-se o tempo em que as plantas ficavam só em vasinhos discretos na decoração interna!

A post shared by a saga do apartamento (@asagadoapartamento) on

plantas dentro de casa

De diferentes formas, as plantas podem ser usadas na decoração com diferentes propósitos: elas alegram, dão cor e vida ao ambiente; podem deixar o ambiente mais elegante ou mais descontraído, dependendo da forma como são usadas; renovam o ar de um ambiente pesado… enfim, são muitas as vantagens. Só há de ter o cuidado de escolher plantas que se adaptarão bem em ambientes internos, com atenção especial para a exposição ao sol que a planta terá (ou não). Uma pesquisa na internet ou melhor, falar direito com um floricultor resolve isso facilmente.

As plantas que usei na minha cortina verde são plantas que não necessitam exposição da luz direta ao sol – a jiboia verde e a samambaia. Minha ideia era colocá-las lado a lado na prateleira em cima da bancada americana, de forma que elas formassem uma espécie de cortina verde entre a sala e a cozinha.

Vamos ver o resultado?

cortina-de-plantas

Elas dão um ar completamente diferente para a sala, e ainda formam uma divisória muito interessante entre sala e cozinha. É uma delícia sentar ali na bancada e simplesmente conversar com alguém na cozinha e estar, dentro de casa, rodeado de verde.

plantas-decoracao-interna

É tão simples e tão significativo, sabe? Por isso fiz questão de não apenas compartilhar a ideia no Instagram, como também fazer um mini-post sobre isso aqui no blog também. 🙂 Espero que tenham gostado!

 

*Aaah, muito em breve eu continuarei com a segunda parte da Reforma do Banheiro aqui no blog! Fiquem ligados 😉

 

Um abraço,

Thiago.

Se você gostou desse post, também vai gostar de:

 

Porcelanato estilo Madeira de Demolição

Nosso lar, por ser um claro reflexo de quem o habita (e que transforma um simples espaço físico em um “lar”), está sempre em evolução, já que nós mudamos com o tempo. Então uma vontade de mudança é cíclica, vai e vem, em ondas.
                                                                                                                                                  .
Ano passado, fiz algumas reformas que trouxeram uma dinâmica completamente diferente para o apartamento: reformei completamente a sala, trazendo mais cor através da pintura das paredes, da nova tela como ponto focal na sala, das molduras usadas de diversas formas; coloquei também rodatetos e troquei a bancada americana, com um viés mais funcional. Foram reformas que não tiveram um impacto financeiro enorme, mas com certeza injetaram vida e personalidade nos ambientes; assim como fizeram melhor uso do espaço. Mais que dinheiro, o que importa é sempre uma ideia na cabeça.
                                                                                                                                                .
Esse ano, as ideias são outras. Estou repensando outros ambientes, e tenho pesquisado muitos acabamentos para ver o que tem de novidade no mercado (sempre tem alguma coisa!), as novas tendências, e, claro, filtrando tudo isso pelo meu gosto pessoal e as próprias ideias que tenho para os ambientes.
                                                                                                                                                .
No post de hoje, irei compartilhar algumas das ideias que tive em relação a um dos ambientes que serão reformados, pois já decidi sobre um dos tipos de acabamento: o porcelanato que imita madeira de demolição.
Decortiles Ecovilla Pastilhart
A madeira de demolição original tem um viés sustentável, no que reaproveita a madeira usada na demolição de casas e obras grandes, dando um novo e diferenciado uso às peças. Atualmente, a madeira de demolição tem sido usada como contraste entre o antigo e o moderno em diversos projetos arquitetônicos, resultando em belíssimos trabalhos, com elegância e responsabilidade ecológica.
Porcelanato Ceusa Oliva
A madeira de demolição conserva traços de sua exposição ao tempo, à chuva, ao Sol; ela as exibe com orgulho!
Painted HD Portinari

Mas, claro, nesse post, estamos lidando com porcelanatos que imitam a madeira de demolição – todas as fotos desse post são exemplos – e não ela própria. Uma vez que a madeira de demolição tornou-se objeto de desejo, as fabricantes de porcelanatos passaram a fabricar peças com resultados extremamente parecidos – até ao toque – à madeira de demolição natural.

As vantagens são óbvias: você pode usar o porcelanato em madeira de demolição em ambientes que, tradicionalmente, não são recomendadas as madeiras naturais ou laminados, como a cozinha, o banheiro ou áreas externas; mas, preservando a estética e o estilo conferidas pelas mesmas.

ceramica-provenceacabamentos

Dependendo do quanto você estiver disposto a investir, as opções são muitas, e os preços podem variar bastante. Eu tenho feito muitas pesquisas e já vi preços que vão de R$24,90 o metro quadrado…

PISO-MADEIRA-DEMOLICAO-INCEFRA

… como esse acima da Incefra, em placas de 50×50…

… até preços que passam facilmente da casa dos R$100 o m2 (podendo chegar a quase R$200), como é o caso desse modelo abaixo da Itagres, em placas de 17×103 cm, onde cada peça da caixa tem características próprias, dando um ar bastante natural ao resultado final.

porcelanato_borda_reta_rustique_rouge_17x103cm_itagres_89044816_00010_600x600 rustique rouge 

Os modelos desse post (fora o da Incefra) são deste último tipo, com placas no formato de piso laminado, e realmente não há comparação em relação à estética final. Isso se reflete no preço, claro: nesse tipo de acabamento retangular, o mínimo de preço que encontrei foi R$75 o metro quadrado.


ade95f44c02ed12589fd253de9a7dde8

Mas o investimento vale a pena…. O resultado final é simplesmente incrível, não é? Olha esse box do banheiro com o porcelanato em madeira de demolição (e cimento queimado). Nunca que usaríamos uma madeira dessa num ambiente diretamente exposto à água; porém, o porcelanato permite isso.

porcelanato rustico

Bem, posso adiantar que esses foram alguns dos “finalistas” para um dos ambientes que vou reformar, mas não escolhi nenhum desses, no final! Em breve mostro pra vocês como ficou o resultado, a obra está para começar! Até lá, não se esqueçam de seguir nossa conta no Instagram: @asagadoapartamento, estou sempre postando ambientes inspiradores e novidades por lá!

Abraços,

Thiago S.

Se você gostou desse post, também vai gostar de:

Redecorando a Sala – parte 3: Nova Bancada Americana

Quando introduzi essa série de posts sobre esse processo de redecoração da sala, disse que essa vontade de mudança pode ocorrer por diversos motivos – sejam eles relacionados à funcionalidade (“encontrei um uso melhor para isso”), à estética (“acho que isso traria mais destaque ao ambiente”), ou simplesmente pela nossa vontade inerente de mudar

Enquanto os dois primeiros posts da série estão mais relacionados à questão estética (pintura nova das paredes, molduras de teto), o assunto de hoje se encaixa principalmente dentro do âmbito da funcionalidade, mas, claro!, a gente pode sempre tentar unir o útil ao agradável (literalmente, nesse caso rs) e tentar aprimorar também a parte estética, no que pensamos em algo mais funcional.

Bem: gostava muito da minha bancada americana antiga, que funcionava como transição entre a sala e a cozinha. Pra quem não lembra, esse aqui é o ANTES:

bancada cozinha americana

Como vocês podem ver, a bancada era extremamente clean e discreta. Ficaria com ela por mais tempo, não fosse um pequeno grande porém: Eu. Preciso. Otimizar. Espaço (mantra dos apartamentos pequenos). Minha cozinha é pequena, e, ainda que meus móveis tenham sido planejados para tentar maximizar esse espaço,  mesmo assim… sinto falta de espaço.

Então resolvi que aproveitaria o espaço da bancada para incluir, embaixo dela, um armário. O espaço era precioso: Com 1 metro de comprimento, 1,20 de altura e 50 cm de profundidade, o armário teria espaço para guardar muita coisa. Já estava decidido, então só faltavam os detalhes de acabamento: queria algo que fugisse do tampo branco, pois já que era pra mudar, queria mudar mesmo.

Vou mostrar então algumas fotos e fazendo os comentários!

2

bancada cozinha americana madeira linheiro grigio

Como vocês podem ver – é linda! 😉 – o acabamento escolhido, chamado Linheiro Grigio (que é facilmente encontrada no catálogo de qualquer loja ou profissional que trabalha com madeira), é um tom acinzentado e todo riscado de madeira que remete muito ao piso laminado da sala (o Carvalho Dover). O fundo do armário, branco, faz com que a bancada continue em harmonia com a prateleira superior, que se manteve no lugar.

Note também, nas fotos acima, que o armário interno é 10 cm menos profundo que o tampo (o tampo da bancada tem 50cm, o armário 40cm), deixando mais confortável sentar ali.

passa prato linheiro grigio madeira

Como disse, sendo o tom bastante próximo ao do piso, a bancada funciona bem como transição entre os ambientes.

Outra coisa que podemos perceber pela foto é que a profundidade do tampo é maior que o da bancada branca original (que tinha apenas 30cm). Essa área de trabalho um pouco maior faz uma boa diferença!

bancada armario cozinha americana

A divisão interna dos armários foi pensada para maximizar todos os espaços. O armário tem portas de correr (fundamental para espaços pequenos) e, dentro dele, 1 prateleira que separa os 2 vãos de 1 metro de comprimento cada. A profundidade interna do armário é de 40 cm (o que dá pra organizar os itens em fileiras). Acima do armário, podem perceber que há outro vão, de apenas 15 cm de altura, bastante funcional: pode servir para armazenar temperos, panos de prato, garrafas de vinho, enfim, o que você quiser.

Opaaa, tem novidade no blog: Terceira parte da série "Redecorando a Sala"! 😁

A post shared by a saga do apartamento (@asagadoapartamento) on

Para finalizar, mandei fazer numa vidraçaria um vidro nas mesmas dimensões do tampo da bancada. Isso foi por experiência própria: ali, do lado da cozinha, acabamos sempre colocando algo molhado. Para proteger o tampo, quis colocar um vidro transparente, que valorizasse a beleza do padrão de madeira escolhido.

Na verdade, se repararem bem, o vidro é um pouquinho de nada menor que o tampo:

11

… o que foi pensado para prevenir qualquer tipo de acidente. A aderência do vidro à madeira se dá pelos silicones que você também pode ver na foto acima. E, claro, vidro é bem prático de limpar, o que o torna não só esteticamente agradável como também funcional.

Bem, pessoal, é isso! Fiquei super feliz com minha bancada nova, principalmente por sua funcionalidade, mas acabei amando o visual novo que ela conferiu à sala/cozinha.

cozinha americana moderna bancada madeira e vidro

Abraços e até breve!

Thiago S.

Se você gostou desse post, também vai gostar de:

Dando cara nova ao lar, sem gastar muito!

Em primeiro lugar, queria responder a alguns de vocês que me escrevem perguntando o porquê de eu não ter escrito tanto quanto antes por aqui. Nesses anos em que venho escrevendo o blog, já falei sobre muita coisa: sobre a espera interminável pela entrega das chaves (e toda a ansiedade que cerca esse momento), sobre a eventual entrega das chaves (e aquela sensação de mal saber por onde começar), sobre a escolha de cada um dos acabamentos e de cada móvel (pensados em c-a-d-a espaço), sobre as empresas confiáveis com as quais lidei (e aquelas que devem ser evitadas a todo custo), sobre os problemas que surgiram (e sobre as soluções que encontrei)… já falei até sobre a minha experiência olhando criticamente para muitas das decisões que tomei. Ou seja, já falei muito!

A resposta para a pergunta tem a ver com o fato de que sempre me pergunto, “qual seria o alcance desse post, quem estaria interessado nisso? A quem ajudaria? Daria um post interessante?” É verdade que sempre estou mudando alguma coisa ou outra aqui em casa; mas eu não vou justificar um post inteiro aqui para falar sobre um relógio de parede novo que eu comprei pra colocar na cozinha (por mais lindo que ele seja rs). Não dá!

Foi até em parte por isso que eu criei o Instagram do blog (@asagadoapartamento): lá sim eu me sinto mais à vontade para colocar essas novidades menores do apê, e também compartilho alguns ambientes inspiradores e coisas da decoração de outras pessoas, que se encaixam na ‘ideologia’ do blog (criatividade, otimização de espaços, etc etc). Já aqui, como vocês sabem, me dedico exclusivamente a falar sobre minhas escolhas para o apê.

Agora , pra mim, tem sido um prazer pensar nos detalhes da decoração, ir aparando as arestas e tornando as coisas ainda mais práticas e funcionais… sempre mantendo em mente a ‘identidade estética’ que tentei conferir ao meu lugarzinho. Então, nossa conta lá no Instagram é uma companhia para o blog e realmente tenho ficado mais ativo por lá. Vou fazer um apanhado das novidades que postei por lá para quem ainda não segue ou não tem conta no aplicativo; novidades essas que ajudam à dar uma cara nova ao lar, sem necessidade de obras, de dor de cabeça, e o melhor… sem gastar muito! (todos os itens decorativos a seguir custaram, pasmem!, menos de R$100).

* * *

Amo meu porta-rolhas novo! Inclusive, ele é um elemento-chave do layout novo do blog! Já viram? Espero que gostem 🙂

A post shared by a saga do apartamento (@asagadoapartamento) on

A primeira coisa que queria mostrar é esse porta-rolhas lindo que importei pelo Amazon, pois ele faz parte do layout novo do blog.

Já mostrei aqui e aqui antes que esse tema tem sido recorrente na decoração do apê, um reflexo do fato de que cada vez mais eu me aproximo e apaixono pelo mundo dos vinhos.

Escolhi esse porta-rolhas pois não só ele é lindo como também carrega essa mensagem “bons amigos, bons momentos, bons vinhos”, que é algo que traduz muito do que desejo experienciar aqui em casa. E tem coisa melhor? 😉

* * *

Dando uma cara nova pra varanda no fim de ano com esses adesivos de ladrilhos da @westwingbr

A post shared by a saga do apartamento (@asagadoapartamento) on

Outra coisa muito legal, cujo resultado até superou minhas expectativas, foram esses adesivos que imitam ladrilhos decorativos.

Comprei-os numa campanha da Westwing por um preço ótimo, e achei que, na teoria, ficaria legal colocá-los na varanda, abaixo da floreira, para dar uma cara diferente ao ambiente.

O resultado realmente me agradou bastante, e o melhor é que os adesivos até que tem durado um bom tempo, considerando que estão numa parte externa sujeita à ação do tempo. É uma opção legal para quando queremos dar aquela repaginada a algum ambiente ou objeto.

Outra coisa que encontrei numa das campanhas da Westwing foi esse vaso lindíssimo:

Novo centro de mesa– porque pequenas mudanças também podem fazer toda a diferença!

A post shared by a saga do apartamento (@asagadoapartamento) on

Como já mostrei aqui antes, utilizo vasos  com flores como centros de mesa aqui em casa; o resultado fica muito  vivo e ajuda a quebrar um pouco os tons mais sóbrios que  predominam no apartamento.

Sempre utilizei o mesmo vaso de cristal como centro de mesa,  ocasionalmente mudando somente as flores. Resolvi que estava na  hora de comprar um novo para mudar um pouco, e esse foi o  escolhido!

* * *

Certo dia estava passeando sem compromisso pelos corredores da Leroy Merlin quando vi, com a capa meio sujinha, um único rolo papel de parede perdido numa caixa de objetos marcados como ‘liquidação final’.  O preço original era R$199,90, e ele estava por R$39,90. Olhei bem para o papel. Era um papel de parede vinílico (assim como o que tenho na sala de jantar), o que significa que a qualidade era ótima. Era de uma coleção importada e eu não sabia o que ele estava fazendo ali. Não pensei duas vezes. Nem sabia o que iria fazer com ele, onde iria colocar. Mas por aquele preço, valeria a pena pensar nisso depois. Acabou que coloquei o papel na pequena coluna que existe num dos quartos; quando abrimos a porta dele, é a primeira coisa que vemos. Melhor custo-benefício EVER! Então lembrem de sempre estar de olhos bem abertos às promoções que aparecem! Sempre!

* * *

E finalmente, esse é o tal relógio de parede lindo que mencionei no início do post. Ele foi um souvenir que trouxe de uma viagem esse ano. É um relógio de madeira feito e pintado à mão; o cuidado e detalhes são impressionantes!

Ele é inspirado no Relógio Astronômico de Praga, e como eu adoro incorporar na decoração objetos que me trazem boas memórias de lugares que tive a oportunidade de visitar, não pude deixar de trazer essa belezura (tá vendo? Não há necessidade de um post exclusivo sobre ele! já disse tudo! rs)

a saga do apartamento revista E pra terminar… acho que não cheguei a mencionar aqui que o blog saiu na revista Casa Linda! Achei muito legal por que eu mesmo havia usado revistas como essa para me inspirar na decoração do meu apartamento, e agora o meu apê está lá, inspirando sabe-se lá quem. Muito legal!

Acho que por enquanto é isso, pessoal. O resto das novidades vocês podem ir conferindo no Instagram do blog. Eu disse antes que a frequência dos posts aqui naturalmente diminuiu, maaaaas, como nosso lar é algo vivo, quando um ciclo se fecha não se fecha para sempre.

E isso é muito interessante: temos sempre a capacidade de reinventar nosso lar, para refletir melhor certo momento de nossas vidas. Nesse momento, curtir o apartamento tem sido bom. Tenho algumas ideias borbulhando em minha mente, e quando for a hora… podem ter certeza ABSOLUTA que ficarão sabendo de tudo 😉

Até breve… estou sempre por aqui!

Abraços, Thiago S.

Reavaliando a compra dos móveis planejados (Italinea)

Há muito tempo, recebo pedidos para escrever o post que os apresento agora, mas há uma boa razão pela “demora”: para realmente poder avaliar a durabilidade de móveis, a ação do tempo é necessária. Faz 2 anos e 3 meses que os móveis da cozinha e banheiro foram instalados aqui no apartamento, e, honestamente, eu ainda acho cedo para falar sobre a ‘qualidade’ e ‘durabilidade’ deles.

Afinal, acho que todos concordam que ao investir em móveis planejados (não só planejados, na verdade), que muitas vezes são investimentos bem altos, eles durem coisa de uma década.

Maaas, ainda assim, eu acho que já aconteceram alguns incidentes que são dignos de nota, e que acho que vale a pena levá-los em conta, se você está se decidindo pelo caminho a ser seguido com seus móveis. E quem sabe, mais pra frente, eu volte novamente para contar mais sobre o assunto? 😉

Vamos lá.

 

AVALIAÇÃO #11 : Móveis planejados em MDF/MDP da Cozinha Americana

EMPRESAS RESPONSÁVEIS: Italínea (Fabricante) / Bon Bini (Loja; já se encontra fechada).

TEMPO DE USO: 2 anos e 3 meses até o momento

 

Bem, a impressão geral é bem positiva: os móveis estão, esteticamente, muito bem conservados. O material (MDP) parece ser de boa qualidade, e não tive problemas maiores em relação à madeira utilizada.

pastilhas inox cozinha

Os problemas que tive de fato foram principalmente em relação às dobradiças e aos pistões à gás das portas. Quanto aos pistões, a troca foi bem fácil, eu mesmo tomei a liberdade de fazê-lo. Encontrei nesse site, o Casa do Marceneiro. Os pistões originais tinham força de 8 Kg (80N) cada, e o marceneiro recomendou que eu os substituísse por pistões de força 100kg (100N), que durariam mais. Não são caros: cada pistão desses custa por volta de R$4, e eu tive que substituir 5 deles.

pistão e dobradiça

Já as dobradiças (como dá para ver pela foto acima), deram mais trabalho. Duas dobradiças de porta arrebentaram, e as portas ficaram completamente inutilizadas. Para se ter ideia, eu tive que ficar 3 semanas com as portas desse jeito:

dobradiças quebradas

A porta da primeira foto, com pistão, inclusive arranhou o teto de gesso da cozinha. Como nesse caso a substituição requeria uma cautela maior e equipamento específico (e não manual como com os pistões), eu decidi entrar em contato com a Italínea, e expliquei a situação.

Normalmente, o correto seria entrar em contato com a própria loja onde você realizou a compra; mas, como a loja onde comprei fechou, eu recorri à fábrica. Felizmente, eles me atenderam bem e entraram em contato com o antigo dono da loja onde comprei, que atualmente tem uma loja em outra localidade. Esse também se mostrou bastante solícito (inclusive lembrou da crítica positiva que postei no blog sobre a loja – rs), e mandou um rapaz não só substituir todas as dobradiças com problemas, como também mandou regular algumas portas.

Ele me disse que isso é normal – que assim como um carro, certas peças necessitam de manutenção de vez em quando. Faz sentido. Mas, ao mesmo tempo, lembro dos antigos armários da minha mãe, que passavam anos e anos (décadas?), sem dar problema algum. Nossa realidade é diferente!

Tive uma experiência parecida com o Roupeiro do quarto, relatei essa reavaliação aqui. O roupeiro continua bonito, mas tive que trocar o trilho e o cabideiro, que eram de qualidade bem baixa. Ao contrário do que aconteceu com a Italínea, entretanto, no caso do Roupeiro eu mesmo tive que providenciar o material com um marceneiro, pois a loja Kasamix não se prontificou a prestar assistência (mesmo que o serviço fosse pago).

Móveis são bens duráveis – na teoria, pelo menos. Então é fundamental que você saiba que poderá contar com a empresa (a loja, a fábrica…) no caso de necessidade, mesmo depois do fim da garantia (e mesmo que tenha que arcar com um possível custo da visita do técnico, por exemplo). Isso vai da empresa e da relação que ela tem com o cliente. Então volto a salientar a importância de sempre se pesquisar por referências antes de fechar qualquer compra, em especial em relação à móveis planejados, com alguma loja. E não vale se guiar pela ‘marca’, tem que ser a própria LOJA, naquele endereço específico.

(Ou você pode ser a próxima vítima, assim como eu já fui, assim como centenas de outros leitores já relataram aqui no blog).

Bem, agora, 2 anos e 3 meses após ter minha cozinha pronta, posso dizer que fico feliz de ter acertado na escolha da loja. Mas espero que possa dizer o mesmo daqui a alguns anos, quando de fato poderei atestar a experiência com os móveis da Italínea.

 

 

Se você gostou desse post, também poderá gostar de:

 

Novidades do Apê no Instagram

O post de hoje é um apanhado de algumas novidades que postei recentemente no Instagram do blog (@asagadoapartamento). E por que só lá? Bem, acredito que algumas dessas novidades simplesmente não justificam um post inteiro aqui no blog, então postar a foto por lá e fazer alguns comentários sobre ela já são o suficiente! A conta no Instagram realmente funciona como uma “companhia” para o blog, então o que você vê por lá, não necessariamente verá aqui e vice-versa 🙂

Algumas dessas coisas, vou mostrar agora e postei por lá:

adesivo vinho armário

Cara, que adesivo lindo! Adorei! Como vocês talvez lembrem, não é a primeira vez que faço uso de adesivos na decoração. Já usei na sala, como podem ver aqui:

banco alto vermelho

Quando bem escolhidos, os adesivos são muito eficientes pois conferem um ar único a qualquer ambiente.  Mais importante, eles devem refletir algo da personalidade dos donos da casa, das coisas que gostam… colocar um adesivo só porque achou bonitinho não é bom o suficiente. Eles chamam muito a atenção e vão ser notados por qualquer visita.

Assim, como enófilo confesso, sempre tenho várias garrafas de vinho em casa. Sabe aquela história de que uma tacinha de vinho tinto por dia faz bem? É uma máxima aqui. Então foi uma escolha lógica os adesivos com temas de vinho nos armários da cozinha. Simplesmente adorei o resultado.

Usei num dos módulos da cozinha, que tem frente em vidro (acima), e também na bancada que divide a cozinha e a sala de jantar, abaixo:

adesivo vinho bancada

 

Outra coisa que postei por lá, recentemente, foi essa pequena modificação, mas que ficou bem marcante:

instasaga2

Há um tempo atrás falei sobre a nova porta de entrada do apartamento. Ao contrário da anterior, que era pintada com esmalte para madeira, essa nova é toda laqueada. Só que o caixonete continuou pintado com esmalte branco, o que causou uma diferença significativa no tom de “branco”, lado a lado. O branco do esmalte ficava amarelado perto do branco puro da laca.

Então resolvi que, já que não dava pra ficar igual (e não estava disposto a pagar mais 200 reais para um simples caixonete ser laqueado!), faria completamente diferente.  Comprei esmalte cinza (uma latinha de R$15) e eu mesmo pintei o caixonete.

Taí um before and after.

porta entrada   instasaga2

O resultado me agradou muito: o cinza emoldurou a porta, destacando-a ainda mais. E, claro, ele remete à cor de algumas paredes da sala, das cadeiras da sala de jantar e do papel de parede. Ficou bem apropriado.

No Instagram, também posto fotos de pequenas aquisições; do que tem figurado no jardim atualmente, e por aí vai.
  gerberas e kalanchoe   rolhas na decoração

 

Outra coisa que acontece no Instagram é o fato de que, por lá, me permito compartilhar mais livremente ideias e fotos interessantes de outras fontes, ao contrário da proposta do blog, onde foco no meu apartamento e no que influenciou diretamente as minhas escolhas. Então você vai ver por lá ideias de decoração interessantes desse tipo:

mesinha amarela   estante feita de nichos

E, finalmente, o espaço está aberto para que os próprios leitores compartilharem algumas imagens de seus espaços preferidos em casa. É só marcar @asagadoapartamento em uma de suas fotos no Instagram! 🙂

 decoração do leitor   decoração do leitor

 

Bem, queridos e queridas, é isso. Nos vemos por aqui, nos vemos por lá… 🙂

Abraços,

Thiago S.

 

O blog no Instagram: @asagadoapartamento

O blogueiro no Instagram: @thisardenberg

Um pouco de cor, por favor!

Oi querid@s, tudo bem com vocês?

Há um tempo atrás, houve um pequeno acidente aqui em casa, com a prateleira superior da bancada que divide a cozinha da sala. Ela não resistiu ao peso e, como consequência, perdi várias taças de cristal (ô tristeza!) e as banquetas da bancada ficaram com algumas rachaduras, por causa do impacto com o vidro. Com o tempo, as rachaduras ficaram um pouco maiores, até que decidi finalmente trocá-las.

Cheguei a colocar no carrinho de compras as mesmas banquetas que tinha antes, na cor branca, mas depois pensei que deveria aproveitar a ‘oportunidade’pra mudar um pouco. Um pouco de mudança não faz mal à ninguém, certo? Nem um pouco de cor….

O ambiente da minha sala/cozinha é predominante e deliberadamente composto por cores neutras, como o branco, o cinza e o bege, que dão uma sensação de espaço maior, acalmam, e também conferem um ar contemporâneo. Daí resolvi testar puxar uma cor mais forte para quebrar um pouco o clima de paz mundial que reinava ali.

Antes era assim….

bancada cozinha americana

Agora ficou assim:

splash de cor pra animar a decoração!

A post shared by a saga do apartamento (@asagadoapartamento) on

Podem ver que a cor é bem marcante e, para potencializar ainda mais o efeito, tratei logo de achar um jogo americano que combinasse.

banco alto vermelho

O vermelho é ecoado em alguns outros pontos de decoração da sala, como se nota nas caixas organizadoras. Detalhes, detalhes… que fazem a diferença.

Por enquanto é isso, mas mês que vem tem novidade bem maior! Fiquem ligados 😉

 

Abraços,

Thiago.

O blog no Instagram @asagadoapartamento

O blogueiro no Instagram @thisardenberg

 

 

Se você gostou desse post também vai gostar de:

Reavaliando a compra dos porcelanatos

Oi pessoal! Como foram de fim de ano? Espero que tudo tenha corrido bem, e que estejamos todos entrando no ano novo com energias renovadas!

2014 chegou e, com ele, o blog ultrapassou a marca de 1.000.000 de visitas! Difícil acreditar. Fico realmente feliz ao ler cada comentário que me mandam dizendo que algo que escrevi há 2, 3 anos atrás está ajudando-o/a hoje. Fico feliz quando me dizem que o blog os inspirou a fazerem seus próprios blogs, ou a fazer uma reforma em algum ambiente da casa. Afinal, não sou interior designer, não sou arquiteto, nunca estudei formalmente sobre isso. Sou simplesmente alguém que estava completamente determinado, como digo na descrição do blog, a fazer de um espaço bem restrito o meu lugar favorito no mundo. Então visitei muitas lojas de decoração, exposições, li muitas revistas, vasculhei muito pela internet para ter certeza das opções que tinha, sempre filtrando o que me agradava e como eu poderia usar aquilo a meu favor. E resolvi compartilhar um pouco disso com vocês.

Cheguei agora pouco de viagem, e quando cheguei em casa, olhei para cada cantinho e pensei, “é, você conseguiu”. Tem coisa melhor? Claro que sempre vai ter coisa pra fazer em casa, sempre algo faltando, e outras coisas que dão problemas. E assim a gente segue em frente, travando uma batalha de cada vez. Mas passar por elas e saber que essa experiência vai ajudar outras pessoas é fantástico.

Enfim, enquanto me preparo para algumas pequenas obras aqui no ap (post de fevereiro, talvez? com sorte…), vou falar sobre algo que sempre me perguntam, por enquanto: como estão os porcelanatos? recomenda? qual o melhor? risca fácil? e a limpeza? Então vamos voltar a série “Reavaliando a compra” pra sanar essas dúvidas de uma vez.

Prontos?

AVALIAÇÃO #8 : Porcelanato estilo Deck de Madeira (Referência: Parquet Bambu Acetinado)

EMPRESAS RESPONSÁVEIS: Eliane (fabricante), Chatuba (Loja)

TEMPO DE USO: 1 ano e meio

Vou ser o mais simples e categórico possível em relação ao porcelanato da varanda e do banheiro: não poderia ter feito escolha melhor. Sério.

Não só o piso é lindo demais, como também é super fácil de limpar. No caso da varanda, um pano úmido é suficiente. No banheiro, uso produto específico para limpeza de banheiro. Eles não arranham fácil (não consegui perceber nenhum arranhão!) e apesar de serem acetinados, tem uma porosidade que não os deixa escorregadios, sendo perfeitos para áreas molhadas. Os próprios ‘vincos’ estéticos dão uma certa segurança extra.

porcelanato deque madeira eliane parquet bambu

É fácil demais recomendar esse modelo, então passaremos sem mais delongas para o modelo que usei na cozinha, um pouco mais problemático.

***

AVALIAÇÃO #9 : Porcelanato Alvor Bege (Acabamento Polido)

EMPRESAS RESPONSÁVEIS: Incepa (Fabricante), Chatuba (Loja)

TEMPO DE USO: 2 anos

Aqui temos o tradicional porcelanato polido, aquele extremamente brilhoso e que enche nossos olhos quando olhamos nas fotos de revistas e websites. Tipo assim:

piso-porcelanato-4

Pois é. Bonito ele é. Mas honestamente? Minha experiência não foi lá grandes coisas com ele. Em primeiro lugar, ao contrário do acetinado da varanda, ele apresentou alguns riscos aparentes. E isso foi, acredito, num dia que puxei o fogão para o lado para limpar algo. Ou seja, nem foi feito muito esforço. Vale lembrar que certas cores deixam riscos mais aparentes que outras, e cores claras – geralmente as mais bonitas e que dão mais amplitude – são as piores nesse sentido.

Em segundo lugar, e talvez muito mais importante: para o piso ter esse aspecto lindo e brilhoso da foto, ele precisa de limpeza diária. Ele marca demaaaaaais. Se você pisar nele descalço, muitas vezes dá pra ver a marca do pé, se o ambiente estiver bem iluminado. Nem imagino como seria se tivesse colocado ele na casa toda! Algo brilhoso demais assim dá muito trabalho. Bem diferente de um laminado. Ou até do porcelanato da varanda e do banheiro!

Pelo menos, o piso é super fácil de limpar. Uso na cozinha um produto que cria uma proteção que impede que a gordura se fixe nele. E aí passo um esfregão, e pronto, lá está ele brilhando. Por algumas horinhas, até sua próxima refeição. Evitem ao máximo colocar esse tipo de piso na cozinha especialmente! Fica super bonito, mas não sei se compensa.

porcelanato cozinha

Bem, então cabe a vocês agora pesar os prós e contras desse tipo de piso e avaliar se vai valer a pena. Essa foi MINHA experiência com ele.

E por hora ficamos aqui! Espero que o post tenha sanado algumas das dúvidas mais frequentes de vocês.

Mês que vem deve ter novidade no apê e, consequentemente, post novo no blog. Abraços!!!

Thiago S.

Se você gostou desse post também vai gostar de:

Dividindo Cozinha e Área de Serviço

Chegou a hora de mais um “último post” do ano. Nem acredito que esse já o terceiro que escrevo aqui pro blog! O tempo passa mesmo.

Fiquei curioso e fui dar uma olhada nos “últimos posts” dos anos anteriores. Em dezembro de 2011, tinha acabado de receber minhas chaves e as obras estavam para começar aqui no apartamento. Época bem agitada. Em 2012, já terminava o ano com minha estante de livros e filmes finalmente no lugar, depois de todos os móveis terem sido montados. Quanta coisa acontece num ano. Mas só Deus sabe o caminho tortuoso que trilhamos para alcançar nossas pequenas grandes conquistas…  bom olhar para trás, para podermos agradecer pelo que temos hoje, não é?

Imaginei que uma vez que os móveis estivessem montados (e com a maior parte das coisas tendo ido pro lugar), não teria mais muito o que postar aqui no blog. Pffff, super engano. Nossa casa é praticamente um organismo vivo, que requer constantes cuidados, pede inovação. Não é uma questão de estar insatisfeito, veja bem – e sim um cuidado em tentar fazer vingar todo o potencial que seu lar pode ter.

É o uso que vai te dizendo o que funciona, o que não funciona, e o que funcionaria de outra forma. Então hoje, vou falar rapidamente sobre como vi um novo uso para algo que aparentemente não tinha mais nenhuma utilidade aqui no apê.

Bem, no post anterior, eu mostrei que refiz o box blindex do banheiro, porque o antigo não só estava vazando, como também tinha apenas uma porta de correr, o que dificultava a limpeza. Pois então, uma das portas foi substituída por outra de correr, o que significou que aquela porta antiga ficou parada durante um tempo até que, pensando no que fazer com ela, me deu um estalo:

Aaaahm, taí minha divisória pra cozinha.

Já tinha visto algumas coisas parecidas em blogs por aí, uma chapa de vidro que vinha dividindo a área de serviço e a cozinha. Há todo tipo de divisória: algumas que fecham completamente os dois espaços, e outras que só dividem “esteticamente”. Como eu acredito que a primeira opção não seria ideal – pra que dividir um espaço que já é pequeno!? – a divisão estética seria mesmo mais viável.

Daí, procurei em vários lugares na internet alguém que fizesse um trabalho com película branca, que dão aspecto de vidro serigrafado, aqueles leitosos, assim:

exemplo serigrafado

E após muito procurar, acabei achando, na minha rua!, uma oficina onde trabalham com insulfilm de carros e tinham exatamente o que eu precisava: o insulfilm branco. A película saiu por 70 reais  . Perfeito.

E aí?

divisoria cozinha e area

E aí que ganhei minha divisória! Contactei a empresa que colocou o box e eles mesmos fizeram a fixação do vidro na parede.

divisoria

No primeiro detalhe, vocês podem ver que ficou bem parecido mesmo com o vidro serigrafado! Importante lembrar que a película precisa ser colocada no lado da área, por causa da gordura do fogão. Já no segundo detalhe, a divisão clara dos ‘ambientes’, marcada também pelos revestimentos.

Então, querid@s, era isso que tinha para mostrar hoje. Fica aí a dica: às vezes algo que está aí encostado na sua casa há um tempão pode muito bem servir pra fazer outra coisa super legal.

Só me resta agora desejar a todos um excelente final de ano e início de 2014, com o melhor que se pode desejar: paz, amor, saúde, sucesso. Na ordem que vocês precisarem. 🙂

Até breve, até 2014, que será um ano maravilhoso!

Thiago S.