Direto do Jardim: Espada de S. Jorge trançada

POST RELÂMPAGO | Passando para mostrar a vocês como está a configuração atual do meu cantinho preferido do apê: a varanda, claro! Para o lado da jardineira, trouxe essas espadas de S. Jorge trançadas, que são super resistentes ao sol e conferem um visual lindo, bem agradável a qualquer ambiente (elas podem ser usadas também em ambientes internos, sem problemas).

Do outro lado, meu querido jardim vertical continua bem verde apesar do inverno; as heras, o aspargo rabo de gato, a renda portuguesa e a pata de elefante se adaptam bem à estação e permanecem exuberantes, como vocês podem ver abaixo:

hello, winter 💙

A post shared by ⚜ Thiago S. (@thisardenberg) on

As estações podem mudar, mas se tem uma coisa que não muda, é meu amor por esses 3,5 metros quadrados 🙂

Às vezes só o que preciso é de um café na minha varandinha 💚 Bom dia, pessoal.

A post shared by a saga do apartamento (@asagadoapartamento) on

Então nada de reclamar de falta de espaço, hein? Qualquer cantinho pode sempre virar “o” cantinho perfeito, por menor que seja. Esse sempre foi e continua sendo o lema do blog!

Abraços!

Thiago S.

Se você gostou desse post, também vai gostar de:

Viajar é Se Inspirar: Paisagens, Arquitetura e Decoração da Toscana

Já disse antes aqui no blog que nosso lar está longe de ser algo estático:  ele se renova naturalmente pois sempre reflete um pouco de nós mesmos, de nossa personalidade e de quem somos em determinado momento. E na medida em que experimentamos coisas novas, conhecemos pessoas novas e lugares diferentes, é inevitável que, conscientemente ou não, nosso lar vá incorporar aos poucos parte dessas inspirações de diversas fontes.

Desde que comecei a escrever o blog, já fui diretamente influenciado pela beleza impressionante e única de lugares que acabaram ecoando aqui no apê, uma vez que eu queria trazer um pouco dessa beleza para o meu dia-a-dia, pra minha vida. Um bom exemplo foi uma viagem para Gramado, na Serra Gaúcha, que inspirou a criar meu jardim vertical, à partir da estética da cidade; um outro mais recente foi  Nova Orleans, nos Estados Unidos, que me inspirou a reformar completamente a varanda, tornando-a um cantinho da cidade que é, por diversos motivos que também já mencionei no blog antes, muito especial pra mim.

Bem, passei as últimas semanas em um lugar que sempre sonhei conhecer (como alguém que adora vinhos e belas paisagens naturais): a Toscana, região incrível da Itália que já foi cenário de diversos filmes. E como não podia deixar de ser, em meio à tantas paisagens de encher os olhos, fiz alguns registros da arquitetura do lugar e da decoração das fachadas e jardins das casas, tão inspiradoras.

Apesar das minhas altas expectativas, a Itália conseguiu ainda assim impressionar-me!

toscana-decoracao

Pra começar: o sol da Toscana esteve sempre presente apesar do inverno (isso não é algo tão comum na Europa!) e o céu azulão quase engana – alguém que vê a foto acima nem acredita que estavam fazendo -4 graus nesse dia! Parece até primavera, né?

Na Toscana, todas as casas são alegradas pela presença expressiva de cores conferidas pelas flores e plantas. Independente de estação.

sob-o-sol-da-toscana

A arquitetura da Toscana, em geral, é representada por construções históricas, muitas delas com tijolinhos expostos originais, muitos arcos nas portas e janelas, e como você pode ver, muito verde – trepadeiras não faltam, pelas paredes principalmente. Muitas dessas construções são até mesmo medievais e mantiveram-se conservadas durante o tempo, como forma de preservar a história do lugar.

tuscany-flowers

As trepadeiras podem aparecer de maneiras mais discretas nas fachadas e sacadas ou até mesmo tomar conta do espaço completamente, formando um exuberante painel verde.

img_5069

trepadeiras-varanda

trepadeiras-na-sacada

Incrível, né?!

Na frente de uma das casas, um jardim lindo todo feito de… tênis usados?

tenis-flores

Por quê não? Taí uma ideia que dá até pra adaptar nos jardins daqui, hein.

decoracao-toscana

E quando eu digo que pouco espaço não é motivo para deixar de ter um jardim, ainda que simples, num apartamento, é por isso aí em cima. Onde há vontade, há uma saída.

trastevere

E agora me diz, tem coisa mais legal que andar sem pressa por uma ruela como essa acima, toda iluminada com cordões de luz, ou sentar num terraço como esse abaixo e simplesmente… conversar? observar? contemplar?

toscana-terrazza

montalcino-toscana

A Toscana definitivamente não foi feita para quem tem pressa…

val-dorcia

Afinal, você não vai querer apenas tirar uma foto num lugar como esse (na foto, a comuna de Montalcino) e sair correndo, vai? Nada mais gostoso que estar num vilarejo onde a cada hora ainda se ouvem, de qualquer lugar, os sinos imponentes de uma construção de quase mil anos atrás…

010

… ou ter uma aula sobre vinhos com o proprietário de uma vinícola da região (a Abbadia Ardenga, no caso da foto) que produz vinhos incríveis como o Brunello di Montalcino.

E aí a gente volta pra casa completamente agradecido por ter tido experiências tão gratificantes, mas também querendo sempre trazer um pouquinho disso pra casa, né? 😉

vinhos-toscana

Finalmente, mais importante do que o que a gente traz na mala, é o que a gente traz no peito – do que fica, do que viu, do que sentiu.

rioarno_florenca

E que a gente possa sempre estar se inspirando na beleza que há ao nosso redor – longe ou perto.

Abraços,

Thiago S.

 

*Todas as fotos desse post são autorais e seu uso sem fornecimento da fonte é proibido.

© A Saga do Apartamento, 2017.

 

Se você gostou desse post, também vai gostar de:

 

 

Viajar é Se Inspirar: Serra Gaúcha | Jardim Vertical: Floreira para Varanda

Passei meu recesso de julho do jeito que eu mais gosto: curtindo um inverno de verdade. Fui conhecer a Serra Gaúcha, coisa que sempre quis fazer, e visitei algumas vinícolas, comi fondue e chocolate artesanal, conheci museus. Fiquei hospedado em Gramado e, talvez o que tenha me chamado mais atenção na cidade, foi o fato de que ela parece um grande, enorme jardim à céu aberto: em cada canto que você olha, é possível notar que há um enorme cuidado com paisagismo, e o mesmo é integralmente preservado pelos moradores. Sim, é uma cidade turística; mas não falo somente de praças, jardins e bosques: falo também de ruas, de esquinas; da frente de lojas, de sacadas; enfim, de pequenos detalhes que enriquecem a experiência como um todo. Aqui vão algumas fotos que tirei durante a viagem, de coisas que me inspiraram…

cerejeira gramado RS

jardins de gramado

le jardin gramado RS

carrinho de mão com flores E esses são apenas alguns dos belos detalhes que encontrei nessa cidade realmente encantadora! Mas a razão pela qual falo dessa experiência é porque há muito tempo venho tentando integrar alguma espécie de jardim ao meu apartamento. Só que, dispondo de tão pouco espaço, sabemos que é um pouco complicado. Acabei deixando a ideia engavetada… até viajar para Gramado. Gramado me contagiou com seu inverno vibrante – cheio de cores e flores e beleza em meio a um frio cortante que chegou a -1°C (então imagina como deve ser na primavera!!). Saí de Gramado, mas quis trazer um pouco de Gramado comigo, um pouco da ‘filosofia’, estética do lugar. Precisava de algo vivo e vibrante no meu apartamento, e era pra ontem. Então comecei a checar minhas possibilidades, e cheguei a conclusão que na minha mini-varanda, onde já há uma mesinha alta e duas banquetas, a única forma de abrigar um ‘mini-jardim’ seria verticalmente. Vi algumas possibilidades, na internet, como estas:

vasos como jardim vertical

jardim de inverno em casa

JARDIM na grade

E aí fui atrás de algo que juntasse o que gostei de cada uma dessas ideias: algum tipo de painel de madeira ou floreira, como fundo; e algo um pouco mais ordenado, com vasos e/ou cachepôs como nas fotos 1 e 3. Foi assim que cheguei na floreira de madeira da Entalharte, que comprei através do site Cedro Rosa (recomendo; atendimento atencioso e entrega rápida).  Comprei duas floreiras, pois queria preencher toda a parede da varanda e formar uma espécie de painel. Vamos ver como ficou:

varanda pequena decorada Como fiquei feliz em ver esse monte de verde, cor e vida na varanda! Gostei muito de como ficou, deu outro ar para a varanda, sem falar que não ocupa espaço nenhum! Logo depois que as floreiras estavam montadas, fui atrás de alguns vasinhos de plantas e flores para colocar nos cachepôs… primeira vez fazendo isso! Achei divertido! Deu vontade de comprar tudo. A propósito, cada floreira vem com 3 cachepôs:

cachepos de madeira entalharte

E aí você decide em que posição irá colocá-los no painel. Para dentro dos cachepôs, procurei ser variado, trazendo lavanda (influência direta do Le Jardin de Gramado), pé de pimenta e alecrim, kalanchoe, aspargo-pluma e outros, priorizando aquelas que me disseram durar mais.

E se alguém aí entende de plantas, por favor, pooodem me dar dicas dos tipos que vocês recomendam, ok? Como cuidar, como podar… sou todo ‘ouvidos’! Vou precisar! Bem, por enquanto é isso querid@s, tô feliz de finalmente ter meu jardim vertical e um pouco a mais de vida no apê. Que acharam?

Abraços e até breve!

Thiago S.

O blog no Instagram @asagadoapartamento

O blogueiro no Instagram @thisardenberg

 

Se você gostou desse post, também vai gostar de: